NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

FOGO DE ESPLENDOR



Noite de lua crescente
Vejo o meu amor ausente
Dos braços meus...
Deito-me a grama molhada
Pelo orvalho da neblina,
Que brinca com o céu estrelado.
Sozinha, tiro um sorriso
No imaginar ao meu lado
Num abraço apertado
E com os lábios molhados
Querendo me amar... O meu amor.

Noite branca de luar
Luz que endoidece a paixão,
Que me faz em brasas luzir...
E dentre o meu coração
Um vulcão explodir
Ao imaginar o cansaço do depois...
No vazio, ilusão que me domina,
Mas que no peito desatina
A minha sede de estar
Dentre o universo do amor
Querendo se amar... Nós dois.

(Adriana Leal & Dolandmay)
*Direitos Reservados*

Nenhum comentário:

Postar um comentário