NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

” Alma gêmea da minha...”


Duo:” Alma gêmea da minha...”
.
Tantas vezes tentei entender o coração,
Leva-me por caminhos desconhecidos!
Por onde eu passo, vivo a procurar por ti.
Tento disfarçar, calar, mas tu onde estás?
.
Não foram poucos os questionamentos
Que me lavaram a vagar sem norte...
Prostrada nas esquinas dos pensamentos
A espera da segurança desse abraço forte...
.
Procuro-te por caminhos inexplorados,
Em todos os lugares eu não a encontro.
Busco delirantemente, mas tu não estás!
Alma gêmea acabe com o desencontro?
.
Mas há um olhar febril e beijos flutuantes
Desejando da doce saliva, a cumplicidade.
Que chama seu nome, em suplicas delirantes.
Anseia que ouças os apelos dessa saudade.
.
Não há nada mais difícil do que viver sem ti,
Sofrendo a espera de em breve te ver chegar.
O frio do meu corpo pergunta por ti, onde estás?
Meu querer te quer aqui para poder te amar!

28/07/10Daez
Saudade de “pertencer” doce e inteiramente
Porque me procuras, se estou bem perto?
Um querer prisioneiro de versos errantes
Querendo a boca, que vai irrigar meu deserto.

Meu grande e inesquecível amor!
Tu és música para a minha alma,
És vinho doce em taça de cristal,
És sonho suave eterno e sem fim.

As minhas frágeis mãos, recebe nas tuas.
Vem no compasso da musica, me conduz.
Quero o calor do toque, nas costas nuas...
Sorve embevecido o gosto da boca, me seduz.

Alma gêmea da minha por onde andas agora?
Quando irá trazer paz ao meu ser tão cansado?
Vem para mim, sossegue esta alma que chora!

Na melodia, nossas almas se fundem num solo.
A fadiga de me caçar, quem sabe em outro pólo.
Findou, estou aqui, vem serenar em meu colo...

Daez Savó
Glória Salles
26 maio 2010

Um comentário: