NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

BANHAR DO QUE VIVEMOS!



Nesse lago doce, recordo-me do que vivemos.
Nossos momentos...
Viajando pelos nossos maravilhosos sonhos,
Que juntos criamos...
Não anseio viver a eternidade e nem esquecer-te,
querer reviver os momentos...
Banhar-me...
De sua essência...
Banhar-me...
Mas uma vez desse prazer de possuir-te.
De sentir tua pele molhada,
Constante e penetrada
Em meu íntimo, ritmo e todo o meu ser...
Saudade, lembranças, e esperas, afloram...
Quando me olho no espelho e me vejo em ti.

Banhei-me...
Nas águas turvas
Em busca do teu gosto...
Recordando-me de nossos deliciosos sentimentos
Viajando pelas curvas tortuosas do teu corpo mulher.
Não anseio viver a eternidade e nem acorrentar-te,
Mas... Banhar-me,
Uma vez mais,
Desse amor que se fez
Em meu ritmo, íntimo e todo o meu ser...
No amor que se fez...
Deixa-me banhar...
Mais uma vez.
Saudade, lembranças e esperas afloram
Quando me visualizo no espelho e me eternizo em ti.

Amaro Vaz & Adriana Leal

Nenhum comentário:

Postar um comentário