NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

quarta-feira, 28 de julho de 2010

MINHAS E SUAS NOITES...



QUANDO CHEGAS TRAZ CONTIGO O CALOR EM SEU OLHAR.
COLHE-ME EM SEUS BRAÇOS DEIXANDO ME ADORMECER
ASSIM PARTO NUMA VIAGEM ONDE ME PERCO ENTRE O QUE VIVI,
SENTI OU SONHEI...
SINTO-ME UMA PEQUENA AVE EM SUAS MÃOS DESFRUTANDO DA SUAVIDADE DE SUA PELE VOZ, DOS SUSSURROS DE AMOR.
AINDA FAÇO DAS NOITES COM VOCÊ AS MAIS LONGAS...
NO MEDO DE ESQUECER.
MAS TUDO FICA TÃO FORTE QUE CRAVA COMO MARCAS REAIS
ONDE ME VEJO POETAR NUM CONTO A VIDA COM VOCÊ!
E AO AMANHECER SINTO O CHEIRO QUE FICOU NOS LENÇÓIS
QUE NOSSOS CORPOS SE DEITARAM SE AMOU.
_
Os meus braços acolhem a tua alma, e a minha alma recebe o teu corpo, sentimos o toque, sinto o calor da tua pele, e tu sentes o perfume da minha.
Não estamos a sonhar, nem tão pouco são meras palavras com que criamos cenários que apenas a imaginação desenha.
Somos tão reais, como a mais pura realidade e os nossos corpos entrelaçados, amam-se, sobre esta cama, outrora vazia.
Nesta arte mágica em que as almas dançam sobre os corpos desnudos, que a um ritmo suave, se amam, o mundo evapora-se como uma gota de água numa tarde de Verão,
E ficamos sós nós dois.
Hoje, nem o amanhecer desvanecerá o sonho, porque hoje, a realidade surpreenderá o final da noite, e quando o dia se fizer anunciar, encontrará dois amantes, sobre a cama onde habitualmente, só tu acordas.

ENZO O MAGO E ADRIANA LEAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário