NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

domingo, 25 de outubro de 2009

SONETO AOS AMANTES


Deste tua face aos meus olhos,
Fizeste-me sonhar contigo!
Me apeguei a ti de tal modo...
Teus olhos pra mim são abrigo!

Ofereça-me teus rubros lábios,
Beberei como se fosse vinho!
Quem ama não comete pecado,
Seremos aves se amando no ninho!

Quando quiseres voar, vá, voe!
Terás sempre meu peito na volta,
Deitarás nele, serás lua que se põe!

Serei o horizonte do teu tempo,
O vento que bate em tua porta
E, amante para teu contentamento!


Pergentino Júnior

Publicado no Recanto das Letras em 24/10/2009
Código do texto: T1885221

Nenhum comentário:

Postar um comentário