NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

DÁS-ME O MUNDO


Quando as minhas mãos desenham o teu corpo
Tu deixas-te ir
Quando os meus lábios desenham os teus
Tu deixas-te sentir
E quando o Sol já disse adeus
E em tons de prata o Céu acolhe a Lua
Dás-me o mundo ao dizeres baixinho
Eu sou tua

Quando a tua boca dispara mil palavras
Sem nada dizer
Quando dizes não, mas queres dizer sim
Procuro ouvir
E quando o Sol já disse adeus
E em tons de prata o Céu acolhe a Lua
Dás-me o mundo ao dizeres baixinho
Eu sou tua

Quando o silêncio preenche cada espaço
Escolho aguardar
Pois sei que o silêncio transporta mil palavras
Sem nada falar
E quando estamos longe e o tempo corre lento
Começo a escrever
E em todas as palavras eu leio o teu nome
E o desejo de te ter

E quando o Sol já disse adeus
E em tons de prata o Céu acolhe a Lua
Dás-me o mundo ao dizeres baixinho
Eu sou tua

Nenhum comentário:

Postar um comentário