NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

domingo, 15 de fevereiro de 2009

NO Silêncio...Solidão


NO SILÊNCIO... SOLIDÃO
Sem perceber...
Fechei no silêncio de mim,
As portas do meu ser,
As janelas de minh'alma.
Sem perceber...
O silêncio da solidão,
Vagarosamente,
Absorveu meus sonhos,
Tomando lhes o lugar.
Solidão...
Companhia amarga... Fiel.
No silêncio de mim mesma,
Ouvi o sussurro do vento,
Como uma voz querida,
A me chamar...
Os passos das folhas secas,
Como que caminhando,
Em minha direção.
O murmúrio do ribeirinho,
Como que entoando sonatas
Ao luar... No silêncio de mim...
Ouvi o som da chuva,Mas...
Eram lágrimas do silêncio.
Tão distante,Dentro do meu eu,
Não senti que dos meus olhos,
Saiam as lagrimas
Que buscavam acordar-me,
Fazendo cócegas no coração.
No meu silêncio de mim.
Medo de voltar a vida...
Sofrendo a dor da solidão!
Rô Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário