NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Carnaval de Novo


CARNAVAL OUTRA VEZ


Hoje o dia amanheceu nublado
Na véspera de sair o “Galo”
O maior bloco de carnaval do mundo
E todos se preparam p/ a festa
Onde alegria é plena e vai fundo

Em m/ alma há inquietação
E sentimentos contraditórios
Que ditam o compasso no coração
E eu não sei a razão

No jornal o sorriso lindo
Do carnavalesco Neguinho da Beija-Flor
E tenho certeza q/ a vida
É seu grande amor

Pela fresta da janela olho o tempo q/ passa
A chuva ameaça cair a qualquer instante
Há uma calma aparente q/ incomoda
E em mim persiste a vontade de ser viajante

Viajante do tempo, do vento
Partindo do futuro e do passado
Chegando no intermediário intervalo
Do espaço desconhecido q/ há em mim

Em busca de poesia e encantamento
Que extermine dor, desamor e sofrimento
Sem ser lento

Inicia-se o carnaval outra vez
E eu aqui na mesma antiga insensatez
Deixando a vida passar por mim
Inerte, mas não indiferente
Cogito uma reviravolta, sim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário