NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

sábado, 6 de março de 2010

Poema Cinzento


Vou a partir de agora
Procurar aquela palavra
E escrever meu ultimo poema
Como um poeta que chora...

Vou buscar nos pedaços
De minha alma sofrida
Uma palavra que rime com ferida
Para quebrar todos os laços...

Tinha-me calado, enfim emudecido.
Os pinceis todos jogados
Minhas telas coitadas, espalhadas.
Pelos cantos da minha vida...

Pode também rimar com lagrima
Que cai neste momento sobre o teclado
E eu, mudo em silencio, calado
A procura de uma rima...

Tem que rimar com dor, não com amor
Tem que falar deste sentimento. Lamento
Tem que tirar de dentro de mim, a dor
Que me causa tanto sofrimento...

Enfim em busca desta palavra
Só me lembro daquelas que falam de amor
Paixão, querer, saber, ardor
Mas ainda acharei a palavra da rima
... e acabar com meu lamento!

- Pra escrever o Poema Cinzento...

Cesar Rabelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário