NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Equilíbrio!


Equilibre-se minha flor!
Não me argua, não me acua,
não duvide de mim, de meu querer,
pois é simplesmente a paixão e o amor,
que me sustentam e me fixam unido a você.

Por que então brigar,
nos ferir, nos magoar?
Você é toda a minha vida,
minha musa única e querida,
sem você não impetro nem poetar.

Nunca procurarei outro alguém,
não sou louco em me arriscar
ao tentar manipular a sorte
e a perder meu doce bem.
Isso seria quase a morte.

Não cobiço por outro gosto,
outro corpo, outra pele:
Você me maravilha,
me enobrece
e delicia!

Ter outra só afirmaria
completa insensatez,
seria eu versus mim,
a cultivar e brotar
a auto-morbidez.
Antônio Poeta

Nenhum comentário:

Postar um comentário