NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

VONTADE




Tenho vontade de tocar
teu rosto com as pontas
dos dedos com a mesma
emoção de um cego ao
tocar um livro de poemas
em braile, pela primeira vez

Quero te pegar no colo
com a mesma emoção da mãe
ao pegar seu filho recém-nascido

Quero acordar ao teu lado
com a mesma emoção de
um doente acordando de
coma profundo

Quero escrever um poema
pra ti com a mesma emoção
de um analfabeto que acabara de
aprender a ler e escrever

E com a mesma emoção
de um analfabeto que aprendeu ler,
recitarei um poema pra ti, olhando
em teus olhos

Se a emoção for muita a ponto
de parar o recital no meio,
te darei um beijo para quebrar o silêncio.


Pergentino Júnior

Publicado no Recanto das Letras em 30/05/2008
Código do texto: T1012170

Nenhum comentário:

Postar um comentário