NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

terça-feira, 15 de setembro de 2009

LIVRE PARA VIVER E AMAR



Chuva forte que cai dos céus
Santificadas sejam tuas águas
Que elas venham no firme propósito
De levar embora os ignóbeis.

Chuva forte que cai dos céus
Deixe a terra molhada e fértil
Livre da erva daninha humana
Levando os resquícios e os danos.

Chuva forte que cai dos céus
Não permita que pássaro algum fique preso
E mesmo aquele que não sabe voar
Fique no cativeiro de portas abertas
Para o ir e vir se precisar.

Chuva forte chove agora
Lava e leva a tristeza embora
Deixando o coração da gente
Livre para viver e amar.
Ysolda Cabral

Um comentário:

  1. A chuva descrita assim no poema é maravilhosa, mas nós aqui vivemos uma chuva que destrói, mata...quem dera todas as chuvas fossem estas que tão lindamente descreve.
    um abraço

    ResponderExcluir