NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

terça-feira, 3 de março de 2009


Soneto de Desilusão

Ousei passar da linha do horizonte
Ousei pisar por novos descaminhos
Ousei buscar, eu sei, novos carinhos
Ousei galgar e ver atrás do monte.

Nunca julguei que sendo eu, sozinho,
habitassem em mim tantos desejos
Nunca pensei perder todos meus pejos
e me atirar, febril, em outro ninho.

Vejo-me agora, assim, tão dividido
e apesar de haver sobrevivido,
já não sei mais se me valeu a pena.

Olho em redor, só vejo os meus pedaços
e o calor e todos os abraços,
não me seduzem mais... saio de cena !

Sergio Severo

Nenhum comentário:

Postar um comentário