NELAS VEJO MINHA ALMA

NELAS VEJO MINHA ALMA
A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

Seguidores

domingo, 15 de fevereiro de 2009

ASAS-OÁSIS



Guardo esses talismãs

raros, ocultos,

invisíveis, caros.

Não sei se Asas

ou Oásis.

A inesgotável Fonte

do Verbo-Pássaro

é incomensurável?

Oásis: espaço, bússola, Utopia.

Asas: Almalada, aura, tempo, Poesia.

As chaves do mistério

dessas raras jóias,esqueci no

Mar profundo,na distância.

Joguei forana embriaguez do tormento.

Ficaram presas nas

Asas do Ventodo esquecimento.

Não há fácil acesso

ao cofre de enigmas-estigmas

simplesmente invento

um poemazulao

sabor das incertezas.

Inventário de cicatrizes,

memórialada do Pássaro-poeta:

Ícaro-Andarilho!...

Fonte: extraído do livro “FLORESTRELA”.

Hórus/9 Editora, Goiânia-GO, 2002, página 19.







Nenhum comentário:

Postar um comentário